Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

30/12/2015 - 10:22

Mmaikeletsi Melanie Dube — Heranças históricas e desenvolvimento unem África do Sul e Brasil


Mmaikeletsi Melanie Dube, cônsul-geral da África do Sul no Brasil

A diplomacia cultural une países e é uma ferramenta que pode ser usada para reduzir a desigualdade social, bem como criar oportunidades para nossos cidadãos e prosperar as relações entre as pessoas.

As relações bilaterais entre África do Sul e Brasil têm progredido significativamente ao longo dos anos. É uma relação dinâmica, fundamentada nos princípios de cooperação, benefício mútuo e fraternidade. Assim, a África do Sul e o Brasil continuam trabalhando juntos para fomentar maiores relações Sul-Sul por meio de fóruns, como BRICS, Índia, Brasil e África do Sul (IBSA), G77, G20 e muitas outras plataformas.

Em 1996, os governos do Brasil e da África do Sul assinaram um Contrato de Cooperação no Campo da Cultura. A assinatura deste Contrato abriu um novo capítulo para intercâmbios culturais estruturados e criou uma base de apoio à realização de projetos de interesse e benefício mútuos. Este contrato está incluso no esboço das relações bilaterais fortes entre os dois países na cultura e em áreas relacionadas. Para esse fim, o contrato empenha-se em expandir nossas redes internacionais por meio de mecanismos para troca de experiências.

Um exemplo é o Departamento Sul-Africano de Artes e Cultura, dedicado ao apoio e desenvolvimento da infraestrutura institucional para exposição da cultura sul-africana ao mundo. As indústrias culturais e outras formas de manifestações artísticas pelas quais a África do Sul procura aumentar sua cooperação com o Brasil incluem diversas atividades como os festivais de arte, teatro, música, dança, orquestras e artes visuais que exibem coleções indígenas, arte contemporânea e histórica. O artesanato, filmes, literatura e cooperação com museu também fazem parte deste movimento.

Ambos, África do Sul e Brasil, sediaram, com sucesso, o maior torneio de esportes, a Copa do Mundo da FIFA em 2010 e 2014, respectivamente. A Copa do Mundo da FIFA na África do Sul forneceu uma plataforma ideal para apresentar a cultura sul-africana para o mundo. O sucesso da hospedagem desses mega eventos globais contribuíram significativamente para alterar muitas das percepções sobre os nossos países.

Com seu dinamismo cultural e vivacidade gerada por origens éticas múltiplas da população, o Brasil oferece diversas oportunidades para o intercâmbio com artes e setores culturais sul-africanos. A África do Sul, por meio de sua herança e riqueza culturais também apresenta ao Brasil grandes prospecções para intercâmbios e divisão de experiências.

Subsiste, ainda, a necessidade de continuar a aprofundar a rica tradição e herança entre esses dois países. Nosso povo pode ser mutuamente beneficiado por intercâmbios culturais e, dessa forma, adquirir experiência internacional, exposição e maximizar as oportunidades para desenvolver redes internacionais para avanço e evolução próprios. Em todos os seus diferentes campos, a cultura desempenha uma parte integral no processo de transformação social e é um instrumento de progresso.

De acordo com a declaração dos Princípios de Cooperação Cultural Internacional da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciências e a Cultura (Unesco), “uma vez que as guerras começam na mente dos homens, é na mente dos homens que as defesas da paz devem ser construídas”. A cooperação cultural bilateral é, consequentemente, uma característica distinta que define nossa contribuição rumo à paz e à criação de um mundo melhor.

Apesar dos desafios que as economias do Brasil e da África do Sul atualmente enfrentam, as indústrias culturais e criativas são, sem dúvida, setores importantes que podem direcionar o crescimento e o desenvolvimento econômico. A contribuição e o impacto da cultura para uma maior economia e benefícios sociais jamais devem ser ignorados e subestimados.

Vamos manter o ímpeto de construção o qual nossos países iniciaram com a assinatura deste Contrato, apesar das incertezas que caracterizam o cenário econômico global atual.

Brand South Africa, anteriormente conhecida como o Conselho Internacional de Marketing da África do Sul, foi criada em agosto de 2002 para ajudar a criar uma imagem de marca positiva e atraente para a África do Sul. O nome mudou oficialmente para melhor alinhar seu mandato de construir a reputação da marca da nação da África do Sul, a fim de melhorar sua competitividade global.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira