Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

11/12/2015 - 08:14

Eduardo Veronese da Silva — Pequenas atitudes com bons resultados


Eduardo Veronese da Silva, é Professor de Educação Física, Bacharel em Direito e Militar da Reserva Remunerada

Muito me alegra sair para fazer minha atividade física e constatar que aumenta a cada dia o número de pessoas que estão se exercitando. Em contrapartida, me preocupa o fato de que muitas delas estão praticando essas atividades, sem terem ido a uma consulta médica e sem a orientação de um profissional qualificado.

Outro ponto a ser observado, diz respeito ao conceito errado que as pessoas têm sobre a prática esportiva. Elas só se preocupam em cuidar melhor do corpo, quando está se aproximando o verão, ou seja, querem se apresentar “saradas” nas praias e piscinas.

O propósito ao escrever esse artigo, visa alertar aos esportistas “temporais” que suas atitudes podem trazer benefícios físico, mental e espiritual, mas também sérios riscos à saúde. Por isso, vamos colocar em relevo alguns pontos a ser considerados, para quem quer adquirir bom preparo físico (saúde) e bem-estar sem correr riscos.

Se você é uma pessoa que durante anos praticou algum tipo de esporte ou atividade física, mas encontra-se parado, menos mal. Nesse caso, na maioria das vezes, sua parte óssea e muscular tem boa constituição, o que pode ter ocorrido é a presença de obesidade e flacidez muscular. Basta fazer alguns exames clínicos, depois procurar uma academia e/ou profissional especializado (personal training) e, após os exames e uma avaliação biométrica, preparar o planejamento e reiniciar as atividades.

Agora para aquelas pessoas que nunca praticaram qualquer atividade física, primeiramente é preciso marcar uma consulta com o cardiologista, para ver como anda seu coração. Após isso, escolher uma atividade esportiva compatível com seu estado físico e de saúde. Hoje em dia, temos vários lugares para se exercitar, entre eles, as academias, inclusive as populares, os centros esportivos ou áreas livres, como ruas e na areia ou calçadão das praias. Diga-se de passagem, o que não falta são alternativas, haja vista que todas as manhãs e tardes, vários profissionais de educação física estão nesses lugares.

Se você escolheu exercitar-se numa academia, procure uma que possua em seu quadro de funcionários, um professor de educação física para estar preparando seu plano de treinamento e para orientá-lo durante a execução da atividade. Com isso, seu risco de provocar dano físico ou lesão muscular, é quase zero.

Alguns requisitos são necessários para se obter bons resultados com a prática da atividade física; entre eles: Assiduidade – você precisa ter uma regularidade nessa atividade e não somente praticá-la quando lhe convier (ou no verão). Disciplina – para a boa execução da atividade física ou esportiva e obtenção de resultados favoráveis, as orientações dos profissionais devem ser seguidas rigorosamente, tais como, postura corporal, respiração, atenção e concentração ao movimento executado. Envolvimento – você precisa se dedicar ao fazer a atividade e sentir prazer com essa pratica. Perseverança – não adianta começar bem a atividade física por alguns meses e depois relaxar (ou parar de fazer). É necessário entender que ela deve fazer parte diária de sua vida; assim como é o alimento, a água, o descanso, o trabalho, o sexo, o lazer etc.

Dependendo da atividade escolhida, pode ser praticada de três a cinco vezes por semana, mas se for caminhada, pode ser todos os dias, por um período entre quarenta a sessenta minutos. Se for corrida, pode ser feita em dias intercalados, por exemplo, segunda, quarta e sexta. Nos outros dias, pode ser feito um bom trabalho de alongamento muscular (para aliviar dores).

Vejam alguns benefícios para quem pratica atividade física com regularidade (pelo menos três vezes na semana, num período de 40 a 60 minutos): - diminuição e controle do peso (perda de calorias); - diminuição do risco de adquirir doenças cardíacas; - melhora os níveis do mau colesterol (LDL) e aumenta as taxas do bom colesterol (HDL); -aumenta a resistência muscular; - tendões e ligamentos ficam mais flexíveis; - melhora o humor e o bem-estar mental (oxigenação, memória e raciocínio); - ajuda a tratar a depressão; - alivia tensões, estresse e ajuda no combate a insônia.

Se sua escolha for por uma academia, sugiro que seja feita entre três a cinco vezes por semana. Se a preferência for por cinco vezes, aconselho trabalhar de forma a intercalar os grupos musculares. Para melhor entendimento, trabalhe um dia com os membros superiores (bíceps e tríceps); no outro dia, com os membros inferiores (quadríceps, abdutores da coxa e panturrilha); em outro dia, com a parte do peitoral (movimentos de supino) e exercícios abdominais.

Vale lembrar que o bom resultado virá se houver dedicação e disciplina em sua execução. No entanto, se não houver uma mudança em sua forma de se alimentar, tudo pode ir de água abaixo. Por isso, recomendo aos futuros esportistas, procurarem também um nutricionista.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira