Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

31/10/2015 - 05:08

SulAmérica lucra R$ 204,4 milhões no terceiro trimestre

Prêmios de seguros registraram aumento de 16,9% e totalizaram R$ 4,1 bilhões no período.

Rio de Janeiro—A SulAmérica (BM&FBovespa: SULA11), maior seguradora independente do Brasil, encerrou o terceiro trimestre de 2015 com lucro líquido de R$ 204,4 milhões, um aumento de 70,6% na comparação com o mesmo período de 2014. No acumulado do ano, a companhia atingiu a marca de R$ 429,3 milhões, 69% acima dos números do mesmo período do ano anterior. Os prêmios de seguros apresentaram alta de 16,9%, registrando R$ 4,1 bilhões no trimestre.

“Os resultados mostram que a SulAmérica está no caminho certo ao seguir investindo na qualidade e sustentabilidade do desempenho operacional, mesmo diante de um cenário econômico desafiador. Todas as operações de seguros apresentaram crescimento de prêmio e melhora na rentabilidade, reforçando a resiliência do nosso modelo multilinha. Este desempenho positivo também está aliado à acertada estratégia de alocação de investimentos, constante disciplina na gestão de custos e manutenção da expansão comercial”, afirma o presidente da SulAmérica,Gabriel Portella.

No segmento de Saúde e Odontológico, os prêmios de seguros cresceram 15,4%, totalizando R$ 2,9 bilhões, com destaque para os planos coletivos, que tiveram alta de 17,2%. O destaque do segmento continua sendo o desempenho das carteiras de PME e Odonto,com crescimento de 22,9%e 25,5%, respectivamente. O índice de sinistralidade geral do segmento melhorou 0,5 p.p., ficando em 82,3%, com destaque também para os planos coletivos, com melhora de 1,7 p.p. Reajustes adequados e iniciativas estruturais de gestão de sinistros, como compra direta de materiais e medicamentos especiais, acompanhamento de casos complexos e crônicos e análise preditiva de sinistros, contribuíram para os bons resultados alcançados.

Em seguros de automóveis, a SulAmérica apresentou alta de 23,8% nos prêmios no trimestre, totalizando R$ 979,4 milhões, alavancada, principalmente, pelo crescimento de 9,3% na frota segurada, que chegou a 1,8 milhão de veículos. O bom desempenho do segmento evidencia o acerto da política de subscrição adotada pela companhia e o avanço contínuo na gestão de sinistros. O índice de sinistralidade melhorou 1,4 p.p. em comparação com o trimestre de 2014, baixando para 61%. Informações de mercado divulgadas Pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) apontam que, de janeiro a setembro de 2015, o mercado de seguros de automóveis cresceu 3,9%, com prêmios totalizando R$ 24,8 bilhões, enquanto a SulAmérica, no mesmo período, registrou alta de 16,5%, alcançando participação de mercado de 10,7%.

O destaque em Ramos Elementares foi a carteira de seguros patrimoniais que, com 21% de representatividade, contribuiu para o crescimento de 11,2% dos prêmios, totalizando R$ 152 milhões. O índice de sinistralidade também apresentou melhora de 2,4 p.p., assim como a margem bruta operacional, que obteve avanço de 3,7 p.p.

Em Previdência Privada, as reservas registraram aumento de 17,6%, atingindo R$ 5,1 bilhões, com crescimento impulsionado em grande parte pela modalidade VGBL, com alta de 28%. O saldo de portabilidade permaneceu favorável à companhia e o resultado operacional do segmento aumentou 117,7%, contribuindo para os resultados consolidados.

Os prêmios de Seguros de Vida e Acidentes pessoais apresentaram alta de 4,6% no trimestre, alcançando R$ 105 milhões. O índice de sinistralidade permaneceu praticamente estável, em 42,1%, e a margem bruta operacional do segmento aumentou 3,4 p.p. A melhora da rentabilidade foi impulsionada por iniciativas de reposicionamento, como o lançamento de novos produtos, aprimoramento da estrutura de distribuição e prospecção de clientes e melhoria dos processos operacionais.

Em Capitalização, a companhia manteve o foco no produto Garantia de Aluguel, implantando iniciativas estruturais para aprimorar processos e investindo em tecnologia, além de parcerias em regiões estratégicas para explorar o todo o potencial que o segmento apresenta.

O trimestre para a SulAmérica Investimentos encerrou com alta de 4,5% de ativos sob gestão,no comparativo com o total administrado no mesmo período do ano passado, totalizando R$ 28,8 bilhões em ativos administrados. A migração de ativos para fundos de renda fixa impactou o resultado operacional, que apresentou queda de 11,5%. | www.sulamerica.com.br.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira