Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

10/06/2015 - 08:26

Investimentos em logística vão girar mais rapidamente a roda da economia, diz Barbosa


A segunda fase do Programa de Investimentos em Logística (PIL), lançada no dia 09 de junho(terça-feira), é parte da agenda de investimentos do governo e vai conduzir o País à retomada do crescimento da economia de forma sustentável. O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, explicou que os investimentos em infraestrutura e logística promoverão resultados já no curto prazo.

“É possível aumentar rapidamente a produtividade do Brasil reduzindo custos e melhorando serviços com mais investimentos em portos, aeroportos, rodovias e ferrovias”, disse o ministro. O aumento do investimento aliado à elevação da produtividade é condição necessária para o crescimento sustentável. “Com esses investimentos, vamos alavancar mais atividades, mais empregos e fazer a roda da economia girar mais rapidamente.”

Ao promover o crescimento sustentável, o programa, além de ser uma etapa da política econômica, representa também uma estratégia de política social. O ministro lembrou que o governo conseguiu nos últimos anos combinar crescimento e distribuição de renda.

“Estamos em um momento de alguns ajustes da política econômica devido às atuais condições internacionais e domésticas. É o momento de construirmos as bases para o novo momento com ampliação do ganhos sociais e para o ganho na produtividade. Com isso, poderemos crescer mais e aumentar a distribuição de renda”, disse o ministro.

Programa atende demandas do setor produtivo—Para Barbosa, o programa lançado hoje vem ao encontro de demandas do setor produtivo, de se investir mais em infraestrutura e fazer isso em condições próximas às de mercado. “Os projetos apresentados, primeiro atacam os principais gargalos de infraestrutura e logística identificados no País e a nossa proposta é fazer isso com preços realistas, que atendam as condições de mercado.”

O PIL é baseado em concessões em que o governo organiza os projetos, elabora os editais e define critérios de licitação, criando condições de operação que sejam atraentes ao setor privado. “É crucial a participação do setor privado em coordenação com o governo”, disse Barbosa. E ressaltou que é ainda mais importante que as condições definidas permitam a prestação de serviços de qualidade com custos adequados.

O programa realizará um dos maiores investimentos em logística da história do País. “É um programa de vários anos, cerca de R$ 198 bilhões, dos quais R$ 70 bilhões devem ser executados nos próximos quatro anos. Mas esses R$ 198 bilhões são projetos que nós vamos iniciar até 2018”, falou o ministro.

Ele ainda destacou que o PIL faz parte de uma agenda de investimentos do governo. Na última terça-feira (2) ,foi lançado o Plano Safra 2015-2016. E já na próxima semana será anunciado o Plano Safra de Agricultura Familiar. Em seguida, será a vez do Plano Nacional de Exportações, do Plano Nacional de Banda Larga e também da terceira fase do Minha Casa, Minha Vida. “São várias iniciativas que se complementam e que vão gradualmente recuperar o investimento e recuperar o crescimento da economia”, declarou Nelson Barbosa. | PB.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira