Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

22/05/2015 - 07:53

Os vencedores do 28º Prêmio Jovem Cientista

As mais de 1.900 pesquisas inscritas nesta edição mostram que a segurança alimentar e nutricional é tema prioritário na agenda dos cientistas brasileiros.

Estudantes e instituições de ensino do Ceará, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo estão entre os vencedores da 28ª edição do Prêmio Jovem Cientista, que abordou o tema “Segurança Alimentar e Nutricional”. O anúncio aconteceu nesta quinta-feira (21 de maio), em Brasília, na sede do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com transmissão ao vivo, via streaming, o link continua disponível em [http://livestre.am/57cbx]. A entrega das premiações está prevista para o mês de junho, em solenidade no Palácio do Planalto.

Entre os trabalhos contemplados estão um produto que permite ao consumidor identificar fraudes no leite; um modelo inovador de agricultura urbana, que oferece um sistema sustentável de produção e aproxima os consumidores dos produtores; um estudo sobre a castanha-do-brasil como fonte de suplementação de selênio para idosos, que se revela importante aliado na prevenção do Mal de Alzheimer. A carioca Camila Carvalho, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, é a vencedora do 2º lugar da Categoria Mestre e Doutor, com uma pesquisa que avalia o Programa Nacional de Alimentação Escolar (veja a tabela abaixo com todos os vencedores).

O Brasil tem papel decisivo no futuro da comida. Possui vasto território para agricultura e uma indústria de alimentos dinâmica e competitiva. Para incentivar a participação de um amplo segmento de cientistas que pesquisam a segurança alimentar, o Prêmio propôs linhas de pesquisa abrangentes, que levaram em conta o percurso do alimento do campo à mesa, incluindo as tendências de hábitos alimentares dos brasileiros e seus efeitos sobre a saúde. Produção, processamento e certificação de alimentos seguros e sustentáveis; utilização de alimentos tradicionais em áreas de extrativismo, ribeirinhas e comunidades tradicionais; novas tecnologias para a conservação de produtos alimentícios; inovações no aproveitamento integral dos alimentos; e nutrição nas enfermidades agudas, crônicas e degenerativas; foram algumas das áreas de pesquisa priorizadas por esta edição.

Pela primeira vez, o Prêmio disponibilizou Webaulas sobre Segurança Alimentar e Nutricional para ajudar os estudantes do Ensino Médio a dar os primeiros passos na elaboração de suas pesquisas. O material didático gratuito e online [www.jovemcientista.cnqp.br] ficará disponível até o fim do ano e pode ser utilizado por todos os que queiram trabalhar o assunto na escola, família ou comunidade.

A cada edição do Prêmio Jovem Cientista é indicado um tema importante para o desenvolvimento científico e tecnológico, que atenda às políticas públicas e tenha relevância para a sociedade brasileira. O Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com a Fundação Roberto Marinho, e conta com patrocínio da Gerdau e da BG Brasil.

Premiação —Na categoria Mestre e Doutor, os vencedores recebem R$35 mil (1º lugar); R$25 mil(2º lugar) e R$18 mil (3º lugar). Para estudantes do Ensino Superior, os valores são de R$18 mil (1º lugar), R$15 mil (2º lugar) e R$12 mil (3º lugar). Estudantes do Ensino Médio em 1º, 2º e 3º lugares recebem um laptop.

No Mérito Institucional, serão pagos R$40 mil para cada uma das duas instituições que inscreveram o maior número de trabalhos com mérito científico. O pesquisador indicado para o Mérito Científico receberá R$40 mil.

Além da premiação relacionada, todos os agraciados recebem bolsas de estudo do CNPq, nas modalidades de iniciação científica até o pós-doutorado. Os primeiros lugares de cada categoria (Mestre e Doutor, Estudante do Ensino Superior e Estudante do Ensino Médio) também participam da Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que em 2015acontecerá entre os dias 12 e 18 de julho no campus da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Carlos, SP.

O Prêmio Jovem Cientista —Criado em 1981, o Prêmio Jovem Cientista tem o propósito de incentivar a pesquisa e a inovação no País e é considerado um dos mais importantes reconhecimentos aos cientistas brasileiros.

Quatro categorias compõem o Prêmio: Mestre e Doutor, Estudante do Ensino Superior, Estudante do Ensino Médio e Mérito Institucional. Há ainda o Mérito Científico para um pesquisador doutor que, em sua trajetória, tenha se destacado na área relacionada ao tema da edição. Os orientadores das três categorias relacionadas aos pesquisadores e as escolas dos três classificados do Ensino Médio recebem laptops, como forma de estimular e reconhecer a cadeia de aprendizagem.

Na categoria Mérito Institucional são premiadas as duas instituições – uma do ensino médio e outra do ensino superior – às quais estiver vinculado o maior número de trabalhos, com qualidade científica, inscritos nas categorias Mestre e Doutor, Estudante do Ensino Superior e Estudante do Ensino Médio.

Entre os assuntos abordados em edições anteriores estão “Oceanos: fonte de alimentos”; “Sangue: fluido da vida”; “Educação para Reduzir as Desigualdades Sociais”; “Energia e Meio Ambiente”; “Cidades Sustentáveis”; “Inovação Tecnológica nos Esportes”; e “Água: desafios da sociedade”. | www.jovemcientista.cnpq.br | www.facebook.com/premiojovemcientista | | www.twitter.com/jovemcientista | CNPq: www.cnpq.br | Gerdau: www.gerdau.com | BG Brasil: www.bg-group.com.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira