Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/05/2015 - 09:15

Schunk traz lançamentos inovadores para o desenvolvimento da Indústria 4.0 na Feimafe 2015


Neste ano, a multinacional alemã tem como foco principal aplicações voltadas para a automação das indústrias.

Em busca de maior produtividade e geração de lucro, fatores decisivos para a indústria brasileira superar a crise do momento, a palavra da vez é automação. E visando este mercado a Schunk Intec, subsidiária brasileira da multinacional alemã Schunk GmbH & Co. KG, líder competente em tecnologia de fixação e sistemas de garras, traz neste ano de 2015 inovações que são ferramentas imprescindíveis para a automação industrial no Brasil. E todas as novidades serão apresentadas na Feimafe 2015.

Schunk te leva à Indústria 4.0—Garras com eletrônica integrada, sensores magnéticos e indutivos para monitoramento, guias lineares, módulos rotativos e diversos componentes que foram utilizados em uma célula demonstrativa da Indústria 4.0, apresentado na Hannover Messe 2015, estarão disponíveis na Feimafe 2015.

A célula apresentada na Hannover Messe 2015 —Na célula demonstrativa da feira européia, a Schunk transforma as visões da fábrica inteligente em realidade em um processo de célula de montagem. A característica mais evidente: O monitoramento das condições e do processo, bem como a comunicação, estão diretamente ligados ao nível dos componentes. Os módulos inteligentes da Schunk fazem a diferença na manipulação de objetos e permitem um fluxo consistente de informações desde o dedo da garra até o sistema ERP.

A célula de montagem da indústria 4.0 foi projetada pela Schunk, pela especialista em software ORBIS, pela integradora Erhardt + Abt e pela equipe de engenharia plusdrei e SIM Automation, que impressionaram ao mostrar como unidades de Pick & Place, portais 3 eixos, robôs, e plataformas móveis autônomas cooperam durante a montagem, controle, embalagem e transporte, e portanto, permitem uma produção inteligente. A cada novo componente e conforme ordem de prioridade, a célula inventa uma nova coreografia programada. Cada etapa do processo individual é detalhadamente monitorada por sensores e é reportada para o sistema de manipulação ou mesmo para a unidade de controle da planta e do ERP. As unidades de montagem, componentes de manipulação e até mesmo a unidade de controle do sistema, fabricados pela Schunk, estão conectados uns aos outros por fieldbus ou ethernet e constroem um sistema ciberfísico. As garras inteligentes da Schunk, os braços robóticos leves, unidades de Pick & Place e guias lineares permitem um controle descentralizado ao nível do componente, produzindo um processo dinâmico e flexível. "A inteligência dos componentes de manipulação é um fator decisivo no caminho para a construção de uma fábrica inteligente", disse Dr. Markus Klaiber, TCO da Schunk.

O cenário: garras mecatrônicas Schunk e sensores de momento Schunk que podem ser ajustados pela força e posição, permitindo um monitoramento preciso. Os sensores FT da Schunk detectam desvios mais rapidamente, mesmo antes que uma falha de mau funcionamento possa acontecer e cria as melhores pré-condições para uma intervenção previsível e efetiva no âmbito de uma operação de manutenção preventiva. Eles permitem uma inteligência descentralizada na tarefa individual e são adequados para controlar os parâmetros do processo, garantia de qualidade descentralizada e documentação dos critérios de qualidade. Garras Schunk, sistemas de troca-rápida e juntas rotativas de passagem que são adequados para Fieldbus apresentam uma comunicação sem barreiras entre os componentes e o sistema. As garras versáteis da Schunk, sistemas de troca eficientes e altamente dinâmicos, eixos lineares diretos totalmente programáveis, finalmente permitem que um projeto de processo flexível tenha produtividade máxima.

Mão eletrônica de cinco dedos —Outra novidade com grande destaque para este ano é a Garra de cinco dedos com eletrônica integrada. Nela a Schunk aprimorou seu produto conceito Mão Robótica de cinco dedos. Os controladores de motor foram completamente integrados no punho da garra antropomórfica e, portanto, a partir de agora aplicações muito compactas serão possíveis. Via interfaces pré-definidas, a mão robótica pode ser conectada ao braço robótico leve da Schunk, que já está no mercado. Para aplicações móveis, a alimentação elétrica da Mão Robótica de 5 dedos requer uma bateria de 24 V DC. Na primeira versão, a mão é controlada através de comunicação serial (USB). Agora a garra conceito de mão está disponível nas versões mão esquerda e direita. É incrível o quanto ela se assemelha às geometrias da humana em tamanho, forma e mobilidade. Por meio de nove acionamentos, seus cinco dedos podem realizar várias operações de aperto. Além disso, numerosos gestos podem ser constituídos, além da simplificação da comunicação visual entre humano e robótica de serviços, que facilita a aceitação de aplicações e interações no ambiente humano que vem constantemente aumentando. O uso de sensores táteis nos dedos garante a sensibilidade necessária da mão robótica para dominar tarefas de agarre e manipulação, mesmo em ambientes não estruturados e imprevisíveis. Superfícies de contato emborrachadas garantem uma fixação segura e confiável dos objetos.

Sistema de carregamento automatizado de paletes VERO-S NSR —Os acoplamentos compactos para robô Schunk Vero-S NSR continuam a estabelecer padrões de alta eficiência de troca-rápida de paletes em máquinas-ferramentas. Com o módulo Schunk Vero-S NSR maxi 220 o sistema está se tornando, mesmo na categoria peso pesado, a solução favorita e superior para o manuseio de paletes. Ele transfere torques de até 4.000 Nm e pode manusear de forma confiável até 1.000 kg (em 800 x 800 mm). Devido ao sistema de travamento desenvolvido com guia patenteada pela Schunk (avanço rápido e avanço de aperto), tais grandes massas podem ser manuseadas. O travamento é feito de forma ajustada, e de auto retenção. Todos os componentes do módulo são fabricados em aço inoxidável temperado. A fim de assegurar um funcionamento de processo confiável em ambientes desafiadores, é completamente vedado contra cavacos e líquido de refrigeração. Além disso, uma função padronizada de limpeza garante uma superfície de contato livre de cavacos entre o acoplamento do robô e o palete. Para o monitoramento do processo, as condições de travamento e destravamento são monitoradas através de um sensor de posicionamento e a presença do palete através de um sensor de proximidade indutivo. A precisão de repetibilidade é menor que 0.02 mm.

Também complementa o sistema Schunk Vero-S NSR os tamanhos de médio e pequeno porte. A fim de alcançar a estabilidade máxima do processo, a partir de agora estes módulos padronizados também estão equipados com uma função de limpeza. Uma liga especial de aço nas áreas de contato torna os acoplamentos para robô extremamente resistentes ao desgaste. Apesar da melhoria, o peso do módulo permanece inalterado. Devido ao seu projeto de construção leve, os módulos com contornos de interferência otimizados pesam apenas 400 g (NSR mini-100) e 1.600 g (NSR 160). Eles são apropriados para manipulação segura de paletes de até 75 kg (em 200 x 200 mm), ou de até 300 kg (em 400 x 400 mm). Juntos formam um conjunto completo com o novo módulo de pesos pesados VERO-S NSR maxi 220 e abrangem toda a gama de pesos entre 1 e 1.000 kg.

A Schunk desenvolveu o sistema de troca-rápida de castanhas Pronto para placas de torno convencionais com castanhas fixadas por parafuso. Reduzindo o tempo de set-up de um jogo de castanhas para apenas 30 segundos, 95% mais rápido do que as soluções convencionais. Depois da estreia bem sucedida do sistema de troca-rápida de castanhas Schunk Pronto há um ano, a SCHUNK apresenta agora um programa completo do sistema, o que otimiza o processo de set-up para uma troca rápida do conjunto de castanhas diretamente na máquina.

Schunk Pronto combina castanhas de serrilhado fino (1/16'' x 90° ou 1,5 mm x 60°) com insertos especiais de troca rápida e expande o diâmetro de fixação em até 45 mm em segundos. Isso é oito vezes mais do que as placas de torno convencionais. Para alcançar uma troca rápida e altamente repetitiva, o bloqueio dos insertos de troca são afrouxados com uma chave Allen, o inserto é removido e substituído por outro. Isto impede um posicionamento incorreto. Na condição bloqueada, uma trava de seis lados de forma ajustável garante a estabilidade máxima do processo e oferece alta força de fixação e transmissão de torque. Este sistema é adequado para fixação de peças tanto em bruto quanto usinadas.

Conforme exigido para cada aplicação, estão disponíveis diferentes castanhas base para fixação de pequenos, médios e grandes diâmetros. Para as castanhas de topo, a SCHUNK oferece insertos temperados para fixação de peças brutas de diferentes diâmetros e insertos moles para a fixação de peças acabadas. Depois do inserto mole ter sido usinado nas dimensões desejadas, ele pode ser usado diversas vezes no sistema. A profundidade do apoio na fixação pode ser ajustada usando "topes" e um ajuste do inserto simplifica a troca de castanhas.

As castanhas Schunk Pronto podem ser usadas em qualquer placa para torno com serrilhado fino nos tamanhos de 200, 250, e 315, independente do fabricante. O design modular permite combinações personalizadas e econômicas de componentes individuais. Além da compatibilidade dos insertos de troca com qualquer castanha base, pois a única variação é o posicionamento. Uma ferramenta desenvolvida especificamente garante armazenamento limpo e acesso rápido aos insertos temperados, moles, castanhas base com parafusos montados, porcas T e acessórios de ajuste. Além de contar com uma tabela com os dados técnicos, que simplificam a escolha e a montagem dos componentes individuais. Outra vantagem adicional é o espaço de armazenamento das castanhas, que está integrado à máquina. Todos os componentes podem ser transportados sobre uma bandeja e usando um engate rápido, pode ser montado diretamente na máquina.

Projetado especialmente para aplicações de precisão que ocorrem particularmente na indústria aeroespacial, onde porta-ferramentas com mecanismo de bloqueio (anti-deslizamento) são obrigatórios. Ele possui alta precisão de concentricidade, grau de balanceamento de G 2.5 à 25.000 rpm e perfeito amortecimento de vibrações. Se forem utilizadas hastes Weldon, o mecanismo integrado de bloqueio (anti-deslizamento) assegura a orientação da ferramenta, a forma de encaixe da fixação e impede o deslizamento da ferramenta de corte. Além disso, todo o potencial da ferramenta e da máquina pode ser plenamente utilizado. Tendo Aviation permite a transmissão máxima de torque em um processo consistente de alta precisão e confiabilidade.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira