Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

27/02/2015 - 08:16

Arteris investe R$ 1,9 bilhões e Ebitda cresce 10% em 2014

Companhia registrou aumento no tráfego pedagiado e receita bruta de pedágio chegou a R$ 2,4 bi. Investimento em obras e melhorias nas estradas é recorde.

São Paulo – A Arteris, uma das maiores companhias de concessões rodoviárias do país em quilômetros administrados, registrou aumento de 10,1% no Ebitda (lucro antes de juros, depreciação e amortização) em 2014, alcançando a marca de R$ 1,4 bilhão. A expansão está associada principalmente ao crescimento das receitas com pedágio, mesmo em um cenário de redução da atividade econômica. Os investimentos nas concessionárias somaram R$ 1,9 bi em 2014, o maior já realizado pela companhia. E a previsão é de que em 2015 esse valor seja superado, com R$ 2,1 bi destinados principalmente para obras e outras melhorias nas rodovias administradas pelo grupo.

“Os números comprovam a resiliência dos negócios da empresa e a capacidade de lidarmos com momentos críticos e desafiadores do ponto de vista conjuntural”, afirma o presidente da Arteris, David Díaz, que destaca ainda o investimento recorde. “Esta marca só foi possível por causa da qualidade de nossas equipes, a gestão eficiente dos recursos disponíveis e o relacionamento transparente e produtivo com órgãos reguladores”.

Entregas -Com investimentos em obras 39% maiores na comparação com o ano anterior, a Arteris promoveu entregas importantes em 2014. Entre elas está a remodelação do Trevo de Ribeirão Preto, finalizado dezesseis meses antes do prazo pelas controladas Autovias e Vianorte. Principal obra do contrato de concessão da Autopista Régis Bittencourt, a duplicação da Serra do Cafezal segue em ritmo acelerado e mais 6,5 quilômetros de novas pistas entraram em operação.

Já a Autopista Fluminense manteve o intenso ritmo de obras de duplicação da Rodovia BR 101/RJ entre os municípios de Rio Bonito e Campos dos Goytacazes. A obra contempla 176,6 quilômetros da rodovia, dos quais 35,9 quilômetros foram concluídos em 2014. Também foram iniciadas as obras do Contorno de Florianópolis logo após a emissão da Licença de Instalação pelo IBAMA para um trecho de 14 quilômetros.

Os investimentos foram promovidos de forma sustentável, sem colocar em risco o equilíbrio das contas da companhia. O lucro líquido alcançou R$ 457 milhões e a receita bruta de pedágio foi de R$ 2,4 bi.

Mesmo em um ano de baixo crescimento do PIB, o volume de veículos pedagiados apresentou crescimento de 1,3% e alcançou a marca de 726 milhões de veículos equivalentes. As concessões estaduais foram responsáveis por 58% das receitas e cresceram 6% frente a 2013, totalizando R$ 1,4 bi. Já as rodovias federais tiveram uma melhora de 5,3%, com R$ 1 bi proveniente de receitas de pedágio no acumulado do ano.

Níveis de renda e de emprego garantem tráfego de veículos leves

A composição do tráfego pedagiado, medido em veículos equivalentes, foi de 63,1% de veículos pesados e 36,9% de veículos leves nas concessões estaduais; e 73,3% de veículos pesados e 26,7% de veículos leves nas concessões federais.

A evolução evidencia os impactos da desaceleração da economia em 2014. “Enquanto o total de veículos leves apresentou crescimento em praticamente todo o ano ainda suportado pelo nível de renda das famílias e baixas taxas de desemprego, não se pode dizer o mesmo em relação aos pesados, que, impactados pela retração na atividade industrial a exemplo do setor automotivo e os efeitos da Copa do Mundo, tiveram sucessivas quedas”, analisa o diretor de RI e Finanças da Arteris, Alessandro Levy.

No caso das concessões federais, as rodovias em que o perfil da carga transportada em seus trechos estava diretamente relacionado ao PIB industrial tiveram desempenho menor, como é caso da Régis Bittencourt e Fernão Dias.

Novas obras e segurança viária -Os novos aditivos contratuais também foram destaques em 2014. A empresa assinou com a ANTT um complemento de R$ 395 milhões para obras adicionais de melhoria do nível de serviço e cumprimento de condicionantes ambientais na Serra do Cafezal. A Arteris também recebeu autorização para investir R$ 91 milhões na duplicação da SP-318. “Essas conquistas refletem uma política de relacionamento com o poder concedente transparente e eficiente, que colabora para o desenvolvimento da infraestrutura brasileira”, destaca David Díaz.

Já as ações em prol da segurança viária foram um dos principais focos da companhia. Além dos investimentos em excelência operacional, com esforços para promover segurança aos colaboradores e usuários das rodovias, a Arteris, de maneira pioneira para uma empresa do setor no Brasil, promoveu o 1º Mês de Segurança Arteris, que permitiu a conscientização de 840 mil pessoas em setembro.

O ano também foi fundamental para as ações de responsabilidade social corporativa. O Projeto Escola, iniciativa de educação para o trânsito, foi implantado com sucesso nas concessionárias federais. Outro destaque foi o apoio à vinda ao Brasil de obras de Salvador Dalí. Mais de 1,5 milhão de pessoas visitaram exposição do artista no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Perfil - A Arteris, companhia do setor de concessões rodoviárias do Brasil, administra 3.250 quilômetros de vias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, por meio de suas nove concessionárias: Autovias, Centrovias, Intervias, Vianorte, Autopista Fernão Dias, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul, Autopista Planalto Sul e Autopista Régis Bittencourt. A Arteris é uma empresa de capital aberto, com ações negociadas no Novo Mercado da Bovespa. É controlada pela Abertis e pela Brookfield. Em 2013, recebeu o Prêmio Socioambiental Chico Mendes, o Passaporte de Responsabilidade Socioambiental Chico Mendes e a concessão do uso do Selo Verde da categoria Ação Socioambiental Responsável – do Instituto Chico Mendes -, pelo Programa Viva Meio Ambiente desenvolvido nos estados onde a empresa está presente. [www.arteris.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: