Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/05/2014 - 09:33

Empreendimento em Queimados coloca Rio na vanguarda logística nacional


Com investimentos de R$ 240 milhões, Terminal Multimodal tem sua pedra fundamental lançada e vai gerar 1.300 empregos diretos.

Em linha com a estratégia do desenvolvimento econômico adotada pelo Governo do Estado, a MTO Logística Multimodal lançou no dia 30 de abril (quarta-feira), a pedra fundamental do primeiro Polo Intermodal Ferroviário do Estado, em Queimados, que terá capacidade de transportar dois milhões de toneladas de cargas de alto valor agregado por ano no maior centro consumidor do País: o eixo Rio-São Paulo. A unidade entrará em funcionamento no segundo semestre de 2015.

O investimento de R$ 240 milhões compreende a construção de um terminal em Queimados. Outros R$ 160 milhões serão aplicados ao terminal interligado em Mogi das Cruzes, em São Paulo. Ambos serão interligados pela Malha Sudeste da Rede Ferroviária Federal, controlada e operada pela MRS Logística, parceira estratégica na operação. A expectativa é de que, somente em Queimados, sejam gerados 1,3 mil empregos diretos.

A proximidade do Arco Metropolitano foi fundamental na escolha do município para a instalação do terminal. A principal obra logística realizada pelo Estado ligará os municípios de Itaguaí à Itaboraí, com acesso ao Porto do Sudeste e ao Comperj. Uma alça de acesso será construída para interligar o Polo Intermodal ao Arco Metropolitano. Ao redor do Arco já foram atraídos mais de R$ 60 bilhões, com destaque para o Comperj, em Itaboraí. Pelo menos 40 mil empregos serão gerados a partir desses investimentos.

“O empreendimento será instalado ao lado do Arco Metropolitano, que será inaugurado no início de junho, gerando emprego, renda e desenvolvimento para toda a Baixada Fluminense. Já existem diversas empresas se instalando ao longo do Arco, no entroncamento rodoferroviário. No dia do aniversário da Baixada, este é o melhor presente que poderíamos oferecer. Esta é uma região muito propícia aos investimentos, com áreas planas e incentivo de ICMS”, disse o governador Luiz Fernando Pezão durante o lançamento da pedra fundamental.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, que participou das negociações para atrair o investimento para Queimados, destaca a importância do investimento não somente para a Região Metropolitana do Rio, mas por colocar o Estado na vanguarda logística do País. “Esse centro logístico será uma revolução. Acho que é uma mudança de paradigma no transporte de cargas do Brasil, na medida em que transportará cargas de alto valor agregado, enquanto hoje no País, o transporte férreo está muito atrelado às commodities”, destaca.

De acordo com o diretor institucional da MRS Logística, Gustavo Bambinni o polo estará em funcionamento a partir do segundo semestre de 2015.

“Com estas parcerias, estamos fazendo história no estado do Rio. O polo, que será abrigado por uma área de mais de 600 mil metros quadrados, vai aumentar a carga que chega à cidade, sem aumentar o número de caminhões trafegando nas rodovias”, disse Bambinni.

“Queimados também foi escolhido para que pudéssemos criar mais qualidade de vida em um município que tem um dos piores índices de desenvolvimento humano do estado. Temos atraído mais de R$ 1 bilhão em investimentos, o que tem transformado a Baixada Fluminense”, disse o prefeito de Queimados, Max Lemos.

O avanço tecnológico da nova unidade vai representar um ganho para economia da região.

“Tecnologia de ponta, operação de carga e descarga em menos de quatro minutos em lugar da ação praticada antes que levava mais de uma hora. A integração com os centros consumidores vai dar mais competitividade para a indústria fluminense. Estamos testemunhando a transformação da logística nacional, com o melhor e mais tecnológico polo”, explicou diretor financeiro da MTO, Vinícius Patel.

 Com os terminais multimodais em capacidade máxima de operação, cerca de 120 mil contêineres, somente no trecho Rio – São Paulo, estima-se que haja uma diminuição de 70% na emissão de gás carbônico, considerando que o mesmo volume seria transportado por rodovias. A opção pelo transporte ferroviário traz também a vantagem de desafogar o trânsito rodoviário e reduzir o número de acidentes nas estradas. Com 600 viagens anuais estimadas na primeira fase do terminal, pelo menos 100 mil caminhões deixarão de circular no período.

Arco Metropolitano -A proximidade do Arco Metropolitano foi fundamental na escolha do município para a instalação do terminal. A principal obra logística realizada pelo Estado ligará os municípios de Itaguaí à Itaboraí, com acesso ao Porto do Sudeste e ao Comperj. Uma alça de acesso será construída para interligar o Polo Intermodal ao Arco Metropolitano. Ao redor do Arco já foram atraídos mais de R$ 60 bilhões, com destaque para o Comperj, em Itaboraí. A expectativa é que cerca de 40 mil empregos sejam gerados a partir dos investimentos.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira