Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

11/04/2014 - 07:59

CREA concede registros provisórios a recém-formados em engenharia pela Universidade Gama Filho

Solenidade na sede do Conselho foi marcada pela emoção de estudantes, pais, professores e coordenadores da universidade, fechada pelo MEC.

Mais 56 recém-formados dos cursos de engenharia elétrica, mecânica e de produção da Universidade Gama Filho receberam no dia 09 de abril (quarta-feira), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (CREA-RJ), o registro provisório para o exercício da profissão. Na semana passada, um primeiro grupo de 66 recém-formados na mesma universidade já havia recebido seus registros.

A luta começou quando um grupo de formandos da Gama Filho procurou o Conselho buscando ajuda, já que não tinham conseguido obter seus diplomas de bacharelado em consequência do fechamento da universidade pelo MEC e, deste modo, não teriam como conseguir o registro profissional. Foi então formada uma comissão no Crea para analisar o caso. Para obter o registro provisório, os alunos tiveram que apresentar ao Conselho, além dos documentos pessoais, documento atestando a conclusão da graduação.

“Quero compartilhar com vocês a emoção de viver este momento histórico e lembrar que se não fosse a luta destes novos engenheiros nada teria sido conseguido. Muito obrigado por poder fazer parte desta vitória, diante de tamanha injustiça que havia sido criada”, afirmou Agostinho Guerreiro, presidente do CREA-RJ.

Durante todo o processo para a concessão do registro temporário aos novos engenheiros, a Defensoria Pública do Estado atuou fortemente, garantindo amparo legal à decisão do Crea.

A Defensora Pública Larissa Davidovich, presente à solenidade, lembrou que o Crea teve um papel fundamental para que os recém-formados pudessem agora iniciar a vida profissional. “Que bom que o presidente Agostinho Guerreiro e toda a sua equipe tiveram a sensibilidade de ajudar verdadeiramente esse jovens formandos. Lutamos juntos, vencemos e agora estamos comemorando juntos!”, afirmou.

Um dos que receberam o registro provisório foi o recém-formado Leandro Ribeiro, de engenharia elétrica. Ele reiterou o que disse a Defensora Pública, agradecendo ao Crea a oportunidade de ser contratado na empresa Schneider Eletric, onde já faz estágio. “Já estou sendo efetivado e o registro será fundamental para viabilizar a minha contratação.”

Juliana Lopes, recém-formada em engenharia de produção, também agradece ao Crea: “Este registro significa uma porta que se abre para a minha carreira profissional. É um grande alívio, depois de meses de apreensão. Agora posso ser chamada de engenheira. Estou muito feliz.”

A cerimônia de entrega dos registros provisórios aos engenheiros recém-formados da Gama Filho reuniu cerca de 150 pessoas na sede do CREA-RJ, no Centro do Rio. Ao final do evento, o formando Cristiano Alves foi homenageado com uma placa por seus próprios companheiros da universidade, pela liderança que exerceu na luta pelo registro profissional. A coordenadora Sandra Regina Freitas Morgado de Gois, da Universidade Gama Filho, também foi homenageada.

De acordo com a assessora jurídica do CREA-RJ, o registro provisório tem validade de um ano, renovável por mais um.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira