Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

03/10/2013 - 08:25

II Simpósio Internacional de Escultores divulga os jurados

A escultura escolhida pelo júri receberá um prêmio de R$ 10 mil e, a eleita pelo público, uma obra criada pelo escultor local e curador do evento, João Bez Batti.

O Instituto Tarcísio Michelon (ITM) divulgou os nomes dos quatro jurados que irão selecionar a obra, esculpida em basalto, como vencedora do II Simpósio Internacional de Escultores, que acontece de 04 a 20 de outubro, em Bento Gonçalves (RS). Estão confirmados o superintendente executivo do Instituto Moreira Salles, Antonio de Franceschi, o fundador e diretor-geral do Projeto Portinari, João Cândido Portinari, o gestor executivo Pró-Cultura – RS, Rafael Cramer Balle, e o jornalista Túlio Milman.

Durante três dias, de 18 a 20 de outubro, eles acompanharão os trabalhos de dez renomados escultores de diversos países, que estarão criando ao ar livre, à vista do público, obras com a pedra típica da região. O vencedor da obra eleita pelo júri receberá R$ 10 mil. Além da premiação em dinheiro, outra obra será escolhida pelo público visitante das escolas, e receberá uma escultura do curador do evento, também reconhecido escultor, João Bez Batti. Nesta edição estão participando os escultores Park Chan-Kab - Coreia do Sul; Eric Verhelst – Bélgica; Constantina Iconomopulos – Argentina; Julio Londoño – Colômbia; Aquiles Jiménez - Costa Rica; Jean-Claude Lambert – França; Alceo Luiz Da Costa – Brasil; Tanya Preminger – Israel; Djordje Cpajak – Sérvia e Renato Brunello – Brasil. Cada escultor selecionará, para trabalhar durante 17 dias, o seu bloco de pedra basalto de grande porte.

Todos os trabalhos ficarão expostos, em pontos públicos, na cidade gaúcha de Bento Gonçalves, contribuindo assim, de acordo com o presidente do ITM, Tarcísio Michelon, para enriquecer o patrimônio artístico e cultural do país. “Ao término desta segunda edição, que tem como slogan “A pedra revelando a alma do artista”, serão 20 obras e, a cada ano, estaremos incluindo mais dez transformando, desta forma, nosso município num verdadeiro museu a céu aberto”, completa Tarcísio.

Conheça um pouco sobre os jurados: Antonio de Franceschi - Superintendente executivo do Instituto Moreira Salles-Nasceu em Pirassununga, São Paulo. Editor, jornalista e redator, cursou Filosofia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Entre 1980 e 1984, foi editor e diretor de redação da revista IstoÉ. Entre 1980 e 1990, integrou o Conselho de Administração da Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo. Entre 1987 e 1990, integrou o Conselho Consultivo da Associação Brasileira de Imprensa. Foi diretor do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, entre 1993 e 1994. Ensaísta em América: Introdução a Octavio Paz, Joseph Brodsky e Czeslaw Milosz (1989), atualmente escreve artigos e ensaios sobre artes plásticas. É diretor editorial dos Cadernos de Literatura Brasileira e Cadernos de Fotografia Brasileira. Obra poética: Tarde Revelada (1985, Prêmio Jabuti); Caminho das Águas (1987, Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte); Sal (1989, Prêmio Cassiano Ricardo); Fractais (1990); A Olho Nu (1993) e Cinco Formas Clássicas (2002). Pela Global Editora, integra o Roteiro da Poesia Brasileira – Anos 80 (seleção e prefácio de Ricardo Vieira Lima).

João Cândido Portinari - Fundador e diretor-geral do Projeto Portinari-Filho único do pintor Cândido Portinari, nasceu na cidade do Rio de Janeiro e cresceu acompanhando o pai em seus trabalhos e viagens por diversos países. Em 1978, idealizou o Projeto Portinari e, em 2004, publicou o Catálogo Raisonné de Portinari. Foi premiado com o Prêmio Jabuti de Literatura em 2005 pelo Catálogo da obra completa de seu pai e também com o Prêmio Sérgio Milliet, no mesmo ano. Também escreveu vários livros sobre a vida e a obra de Portinari, sendo destacado o livro Menino de Brodowski.

Túlio Milman – Jornalista-Formou-se em jornalismo na PUC-RS, e tem pós-graduação em Marketing pela ESPM e em Recursos Humanos pela Escuela de Administración de Empresas de Barcelona, Espanha. Foi correspondente do Correio do Povo nas Olimpíadas de 1992, Barcelona, enviado especial de Zero Hora na guerra Peru-Equador, na invasão norte-americana no Haiti e na implementação do acordo de paz entre Israel e Jordânia. Além de coberturas nos Estados Unidos, México, Uruguai, Europa, posse do presidente Nestor Kirchner na Argentina. Apresentador na RBS TV e TV COM, comentarista na Rádio Gaúcha. Escreveu, em parceria com o publicitário Heitor Kramer, o livro Vença com a Mídia.

Rafael Cramer Balle - Gestor executivo Pró-Cultura – RS.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira