Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

25/07/2013 - 11:31

Terceirização de frota é tendência adotada por transportadoras


Medida tenta melhorar as margens e voltar a oferecer valores competitivos ao mercado.

Ao completar 30 anos, a Transportadora Sulista confirma sua posição de qualidade no atendimento ao cliente e faz mudanças para continuar competitiva no mercado em que atua. Prova disso é a terceirização de sua frota, um projeto que aconteceu de forma bem cuidadosa e hoje é parte do planejamento anual. De acordo com o gerente geral de operações da Sulista, Ronaldo Lemes, o próprio mercado passou a exigir ajustes nas entregas a custos menores, o que fez com que os players do setor buscassem soluções alternativas. “Foi o que aconteceu conosco.

Precisávamos ajustar nossas margens para manter nossa competitividade e a terceirização era uma das principais soluções”, completa Lemes. O processo começou há sete anos e hoje 22% da frota da transportadora é terceirizada. São 12 empresas diferentes atuando nas linhas que permitem este tipo de contrato.

Mas a Sulista mantém um alto índice de satisfação de seus clientes e é reconhecida também pelo mercado – foi eleita Transportadora Top do Transporte no ano de 2012 onde três mil contratantes de fretes responderam a uma pesquisa nacional de desempenho dos fornecedores dos serviços de transporte– e este é um procedimento que, em muitos casos, faz com que a qualidade seja perdida. A saída foi apostar no treinamento consistente dos motoristas e o tratamento dado a eles. “Os terceirizado são parte do nosso time e tratados em iguais condições dos motoristas da casa. Eles recebem uniforme, treinamento, reciclagem. Nossos esforços são para que o cliente nem perceba a diferença entre as equipes”, afirma Lemes. E essa percepção é confirmada através da pesquisa de satisfação realizada anualmente pela Sulista com todos os seus clientes, onde 25% estão muito satisfeitos e 71% satisfeitos com a conduta e apresentação dos motoristas.

Treinamento - O treinamento é um das principais ferramentas para manutenção da qualidade da frota e eles acontecem periodicamente. Os principais módulos são direção econômica e direção defensiva. “Além dos treinamentos, passamos instruções periódicas e estamos sempre em contato com os motoristas”, completa Lemes.

Qualificar e manter o time é um desafio que a Sulista tem buscado vencer. De acordo com a Associação Nacional do Transporte de Carga e Logística (NTC & Logística) há um déficit de caminhoneiros que chega ao patamar de 13% da frota das empresas, o que representaria uma carência de cerca de 100 mil motoristas. “Além dos investimentos que fazemos nos motoristas, ainda há uma alta exigência com a qualidade dos veículos”, finaliza Lemes.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: