Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

05/04/2013 - 08:19

Emirates SkyCargo consolida operação na América do Sul

Durante Intermodal 2013, companhia destacou avanços significativos na região.

A Emirates SkyCargo, divisão de carga da Emirates Airline, uma das companhias aéreas que mais rapidamente crescem no mundo, transportou no ano fiscal 2011-2012 cerca de 28 mil toneladas nas rotas para a América do Sul.

Durante a Intermodal 2013, a Emirates SkyCargo destacou produtos e ofertas de sua operação no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, com o Boeing 777F, que tem capacidade para 105 toneladas de carga. A Emirates SkyCargo opera nessa rota desde de 2010 e atualmente tem três frequências semanais, às segundas, quintas e sábados, para satisfazer às necessidades dos clientes no transporte de carga para Europa, Oriente Médio e além.

A SkyCargo também conta com espaço nos voos diários de passageiros da Emirates para São Paulo, a bordo do Boeing 777-300 ER, com capacidade de 23 toneladas de carga; e Rio de Janeiro com extensão a Buenos Aires, operado pelo Boeing 777-200LR, com capacidade de 15 mil toneladas.

Com aumento de sua presença na América do Sul, a Emirates SkyCargo registrou, no ano fiscal 2011-2012, crescimento no número de pedidos de voos de carga charter do Chile a Europa, para transporte de produtos perecíveis como frutas frescas e sementes.

“Nossos serviços na região não apenas alavancaram o comércio com os Emirados Árabes Unidos, como também com China, Hong Kong e Japão, importantes parceiros comerciais dos países sul-americanos, e inúmeros destinos europeus”, disse Ram Menen, vice-presidente sênior da Emirates SkyCargo.

Com voos para 132 destinos, a Emirates SkyCargo dá às empresas a oportunidade de transportar carga pelo mundo. Recente balanço divulgado pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira mostrou que a corrente comercial do Brasil com os países árabes teve um acréscimo de US$ 814 milhões em 2012, o que representa um aumento de 3,24% em relação a 2011. O montante exportado pelo Brasil esse ano foi de quase US$ 15 bilhões e as nações que mais importaram das empresas brasileiras foram Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos.

Da América do Sul, as exportações incluem peças automotivas, equipamentos de perfuração, produtos perecíveis e farmacêuticos. Os produtos mais importados são equipamentos médicos, peças de aeronaves, eletrônicos, farmacêuticos e móveis.

Em 28 de março, a Emirates SkyCargo recebeu seu 8º Boeing 777F, aumentando para 200 aeronaves a frota da companhia. O foco da empresa em liderar inovações na indústria continua com a implementação do sistema e-freight em toda rede aérea.

A Emirates começará a voar para o Aeroporto de Haneda, em Tóquio, em 3 de junho, e para o Aeroporto Clark, nas Filipinas, em 1º de outubro, aumentando a capacidade de transporte de carga entre Dubai e esses dois destinos. Clientes brasileiros poderão aproveitar essas novas rotas via o hub em Dubai.

Nas próximas semanas, a SkyCargo anunciará os resultados do ano fiscal 2012-13.

A Emirates SkyCargo é a divisão de carga da Emirates Airline. Os investimentos em equipe qualificada, tecnologia de ponta, aeronaves eficientes e serviços em solo fizeram da SkyCargo líder na indústria de carga aérea global. No ano fiscal 2011-12, a Emirates SkyCargo transportou 1,79 milhão de toneladas de carga em toda malha aérea, sendo responsável por 16,2% (US$ 2,6 bilhões) da receita total da companhia. [www.skycargo.com].

Perfil - A Emirates é uma das companhias aéreas que mais rapidamente crescem no mundo. Recebeu cerca de 500 prêmios internacionais pela sua excelência e conta com 8,3 milhões de membros Skywards. Atualmente, voa para 132 destinos em 77 países e opera uma frota de 198 aeronaves, incluindo o número recorde na indústria de 31 aviões A380. Outras 200 aeronaves estão encomendadas, no valor de US$ 73 bilhões. [www.emirates.com].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: