Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL
Busca: OK
CANAIS

07/12/2012 - 09:40

Experiência de marca no Natal – possível, recomendado e fidelizador

Natal é a época do ano mais esperada pelo varejo. Um período em que a concentração de dinheiro no bolso coincide com a predisposição em gastar, o que aumenta a quantidade de gente nas lojas e coloca à prova o preparo dos vendedores. Tamanha pressão tem suas vantagens: para os vendedores fixos, uma boa oportunidade de aumentar suas comissões. Para os temporários, além da grana que salva o final do ano, é uma chance de começar o ano empregado, já que há uma seleção natural de novos talentos em vendas.

Em função da pressão e do volume de trabalho, alguns pequenos descuidos podem criar aborrecimentos ao cliente, prejudicando as vendas. São eles:

1) Vale a pena organizar a loja ao longo do dia, evitando deixar tudo para o fim do expediente. Peças guardadas em nichos errados dificultam o trabalho do próprio vendedor e causam insegurança no cliente.

2) O cuidado com a finalização da venda deve ser redobrado. Como “sobram” clientes, não é raro algum deles ser abandonado dentro da loja. Sair para o almoço sem concluir o atendimento é pisar feio na bola.

3) No caixa, é preciso cuidado para não devolver o cartão de crédito ou débito trocado. Pior ainda é não devolver o cartão, deixando o cliente em pânico por algumas horas, até que se recorde dos lugares por onde passou.

4) Cliente… ah, o cliente! Quem preza pelo mínimo de acolhimento ao cliente, sabe que uma das formas de demonstrar isso é chamando-o pelo nome. Porém, a quantidade de clientes no final do ano joga contra nessa hora. Atenção, pois pega mal errar o nome do cliente a todo instante.

5) Almoçou correndo e voltou com a corda toda? Passe antes no banheiro e escove os dentes. Até que alguém avise sobre o seu “sorriso alface”, ou sobre hálito forte, alguns clientes já terão sido atendidos e levado essa imagem com eles. Asseio e higiene sempre.

6) Sono, ressaca, cansaço são comuns no final do ano. Afinal, são muitas confraternizações. Vale a pena evitar exageros, não apenas pela manutenção da sua saúde, mas também pela energia que você transmite na hora da venda. Vendedor com sono vende menos.

Muitas clientes vêm à loja pela primeira vez nesse período. Vale a pena oferecer para eles uma boa experiência de marca, com foco não apenas na venda, mas principalmente no seu encantamento. Este sucesso pode ser o início de um processo ativo de relacionamento com o cliente no ano seguinte. Boas vendas e feliz ano novo!

.Por: Eduardo Zugaib, escritor, profissional de comunicação e marketing, professor de pós-graduação, palestrante motivacional e comportamental. Ministra treinamentos nas áreas de Desenvolvimento Humano e Performance Organizacional. www.eduardozugaib.com.br.

Enviar Imprimir
© Copyright 2006 - 2017 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira