Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT RSS BOLETIM TV FATOR BRASIL LINKS PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/05/2012 - 06:45

“Paris (o mundo!) curva-se perante La Bonomi”

(Moscando - Brasil – 20.02.1968).

45 anos depois de conquistar seu primeiro premio na V Bienal de Arte Moderna de Paris, Maria Bonomi prepara novo desembarque na capital francesa, dessa vez na Maison de l´Amérique Latine

“Não é fácil vencer em Paris. Paris é o mundo. As suas luzes refletem-se em toda a humanidade. Eis porque o feito de Maria Bonomi é de ressonância internacional. Supera todos os limites, ultrapassa todas as barreiras. Consagrada em Paris é a consagração no mundo” (sic). É assim que a imprensa nacional saudou o primeiro prêmio internacional de Maria Bonomi, concedido pela V Bienal de Arte Moderna de Paris, em 1967. O Premio Jovem Artista reverenciou as gravuras Liberdade Condicional, Berlim, Todos os Tumulos do Mundo, a Aguia, e Mechanicus. Na época a jovem artista representava o Brasil na companhia de Helio Oiticica (1937) em pintura , com 6 Parangolês, Anne Bella Geiger (1933) e José Lima (1934) em gravura com 8 águas fortes e 8 peças, respectivamente. Pouco antes, no mesmo ano, já tinha se consagrado como a Melhor Gravadora nacional, pela 8ª Bienal de São Paulo.

Maria retorna à capital francesa 45 anos depois, a convite, desembarcando 40 obras na Maison de l´Amerique Latine. La Bonomi, como foi reverenciada pela imprensa brasileira ainda carrega as mesmas inquietações e buscas no seu tabalho marcado pela efervescência artística e política.

Sua obra Berlim 1964 será a imagem do catálogo oficial. Com curatoria de Jorge Coli, as obras sólidas e amplas vibram uma irrecusável autoridade e descrevem a trajetória de seu trabalho conceitual e ao mesmo tempo intuitivo.”Eterna energia adolescente e criatividade inesgotável que se reinventa constantemente, produzindo um trabalho em constante migração, onde a vista se estende às suas experiências em cidades como São Paulo e Nova York, o contato com a cultura chinesa e a natureza amazônica” – celebrou Marcelo Mattos Araújo, São Paulo, 2008 sobre a obra da artista. Maria Bonomi fez recentemente duas grandes retrospectivas: na Pinacoteca do Estado de São Paulo (2008, e no Centro Cultural do Branco do Brasil em Brasília (2011).

.[ Maria Bonomi em Paris , de 16 de maio a 15 de setembro 2012, na Maison de l´Amérique Latine,217, boulevard Saint- German|75007| Paris].

Enviar Imprimir
© Copyright 2006 - 2014 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira