Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

Prêmio Werner von Siemens de Inovação Tecnológica tem finalistas

O 2º Prêmio Werner von Siemens de Inovação Tecnológica já tem seus finalistas. Os vencedores de cada categoria serão divulgados no evento de premiação, que acontecerá em 7 de dezembro, no Centro Brasileiro Britânico (SP). A segunda edição do prêmio contou com a inscrição de centenas de trabalhos, que concorreram em duas categorias: Estudante (Novas Idéias) e Pesquisador (Ciência & Tecnologia). A Siemens também avaliou o potencial de benefícios que os projetos inscritos poderão gerar para a sociedade brasileira. Por esse motivo, todos os participantes concorreram também como projetos de Inclusão ou Contribuição Social.

Na categoria Estudante – Novas idéias os escolhidos foram os estudantes Felipe Prehn Falcão, Guilherme Haas e Seméia Corral, do curso de Engenharia de Controle e Automação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com o trabalho “Dispositivo para realização da manobra de valsalva”. A orientadora foi a professora Thais Russomano. Também se classificou o “Projeto PC-Educar-Desknote”, do estudante Antônio Dresch Júnior, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, curso de Mecatrônica Industrial. Concorre ainda ao prêmio, nesta categoria, o “LIB - Aparelho de comunicação para deficiente auditivo” elaborado por Bruna Blassioli e Luís Felipe Bueno, do curso de Design de Interiores da Fundação Armando Álvares Penteado (SP). O orientador foi Júlio César de Freitas

Na categoria Ciência & Tecnologia – Modalidades Pesquisador e Inclusão Social os trabalhos selecionados foram: “Luva funcional“, projetado por Kátia Vanessa Pinto de Meneses e Daniel Neves Rocha, orientado por Marcos Pinotti Barbosa, da Universidade Federal de Minas Gerais, do curso de Doutorado em Engenharia Mecânica; “Ciclone-sistema automático de controle da aeração de grãos”, de Ariangelo Hauer Dias, Ivo Mário Mathias e Luis Francisco da Cruz, que teve orientação de Marco Antônio Martin Biaggioni, do Instituto de Vínculo, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Neto, do curso de Doutorado em Agronomia – Energia na Agricultura, Botucatu (SP). Também foi selecionado o trabalho de Wagner Marques Rossini, Bernardo Pinheiro de Alvarenga, Ivan Eduardo Chabu, José Roberto Cardoso e Roberto Moura Sales, ”Nova concepção para bombeamento de petróleo em terra”, orientado por José Jaime da Cruz, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Mestrado em Engenharia de Sistemas.

“Novo método para a detecção de barras rompidas em motores”, criado por Cleber Gustavo Dias e orientado por Ivan Eduardo Chabu, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, curso de Doutorado em Engenharia Elétrica também foi classificado. O trabalho de Eduardo Leite Vieira Costa, Harki Tanaka, Marcelo do Amaral Beraldo, Raul Gonzalez Lima e Susimeire Gomes, com o projeto “Detecção de pneumotórax à beira do leito em tempo real”, orientado por Marcelo Britto Passos Amato do Instituto de Vínculo, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Doutorado em Pneumologia, foi escolhido.

Ainda na categoria Ciência & Tecnologia, modalidade empresa incubadora, serão premiados: “Sistema de segurança e identificação por radiofreqüência para maternidades”, empresa Incubada de Lucas Dias Palhão Mendes, do NibTec Inovações Ltda., Santa Rita do Sapucaí (MG); “Robô bombeiro Saci 2.0“, que teve como responsáveis Antonio Roberto Lins de Macêdo, André Lunardi de Souza e Felipe da Rocha Guitti e empresa incubada Armtec Tecnologia em Robótica Ltda., de Fortaleza (CE). E “Sistema Altere – Alteração tecnológica de religadores Hidráulicos”, de responsabilidade de Frederico Ribeiro Ramos, que teve como empresa incubada Lupa Tecnologia e Sistemas Ltda., Juiz de Fora (MG).

Ronald Dauscha, diretor de tecnologia da Siemens, salienta que a inovação tecnológica é uma das principais ferramentas para alavancar o crescimento econômico. “Esta é uma iniciativa em sinergia com o legado da empresa, formado por uma história de inovações que revolucionaram a eletrotécnica e transformam o mundo até hoje”. O objetivo da empresa é incentivar o aprimoramento tecnológico no setor eletroeletrônico, por meio do reconhecimento de trabalhos desenvolvidos por brasileiros.

Os primeiros colocados em todas as categoriais receberão R$ 10 mil (dez mil reais) e um troféu. Além disso, o trabalho vencedor poderá ser cumulativo com o prêmio da outra categoria em que também estará concorrendo. As segundas e terceiras colocações receberão diploma e os orientadores também são premiados com um kit Siemens (contendo um aparelho celular Siemens modelo C60, uma câmera fotográfica QuickPic IQP-500 e um car kit Comfort HKC-630).

Todos os trabalhos foram avaliados por uma comissão julgadora composta por sete integrantes: cinco especialistas do mercado e dois profissionais da Siemens com conhecimento técnico-científico nas áreas da premiação. Os critérios de julgamento incluem grau de intensidade da inovação proposta, sua aplicabilidade na atividade econômica ou social, benefícios e contribuição para o desenvolvimento tecnológico do País.

Prêmio estimula desenvolvimento tecnológico - O Prêmio Werner von Siemens demonstra a determinação de estudantes e pesquisadores em contribuir com novas tecnologias. A segunda edição, realizada em 2006, o consolida como um dos principais eventos da categoria. São centenas de trabalhos inscritos. A premiação é destinada às áreas de telecomunicações, tecnologia da informação, automação e controle, geração, transmissão e distribuição de energia, soluções eletromédicas, transporte metro-ferroviário, iluminação e técnica automotiva - áreas de atuação da Siemens.

O prêmio tem recebido trabalho de pesquisadores e estudantes de renomadas instituições de ensino de todos os estados brasileiros, o que mostra a abrangência e destaque do concurso. Criado no ano passado como uma das formas de comemorar os 100 anos da Siemens no Brasil (por isso leva o nome do criador da empresa), já está se tornando uma referência tanto na classe acadêmica quanto estudantil. Na sua primeira edição, o Prêmio Werner von Siemens contou com a inscrição de 400 trabalhos.

“Com este prêmio queremos fazer uma contribuição efetiva para o progresso da ciência e tecnologia no Brasil, estimulando a comunidade acadêmica a buscar soluções e idéias para os desafios que enfrentamos em áreas essenciais para o desenvolvimento humano”, comenta Wagner Lotito, gerente de Comunicação Corporativa da Siemens.

Perfil da Siemens no Brasil - Há mais de 100 anos, a Siemens participa da vida econômica brasileira, fornecendo infra-estrutura tecnológica para telecomunicações, indústria de base, energia elétrica, transporte metro-ferroviário, medicina e iluminação. O grupo no Brasil possui mais de 10 mil colaboradores e é composto por 14 fábricas. A subsidiária brasileira está entre as 10 mais importantes para o grupo Siemens. Em outubro de 2002, a empresa passou por uma reestruturação, sendo colocada em prática uma organização regional, a Siemens Mercosur. A nova organização abrange, além do Brasil, a Argentina e o Chile, e atende também aos mercados da Bolívia, do Paraguai e do Uruguai. Hoje, a empresa conta com 12 escritórios regionais no País: Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo; e seis centros de P&D: Canoas, Curitiba, Guarulhos, Jundiaí, Rio de Janeiro e São Paulo.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2018 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira