Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

26/02/2011 - 10:28

Ultrapar atingiu lucro líquido de R$ 765 milhões em 2010, 74% acima de 2009


Apresentamos neste 4T10 nosso décimo oitavo trimestre consecutivo de evolução positiva do Ebitda da Ultrapar, que atingiu R$ 465 milhões, 14% acima do 4T09. Neste trimestre, o lucro líquido cresceu 81% em relação ao mesmo período de 2009. Encerramos 2010 com patamares recordes de resultados, com crescimento robusto de 24% de Ebitda e de 74% do lucro líquido em relação ao ano anterior.

De acordo com comunicado da companhia, a receita líquida da Ultrapar superou R$ 42 bilhões em 2010, um aumento de 18% em relação a 2009, o Ebitda da ultrapar atinge R$ 1.776 milhões em 2010, 24% acima de 2009, lucro líquido da Ultrapar atinge R$ 765 milhões em 2010, 74% acima de 2009, foi aprovada distribuição complementar de dividendos no valor de R$ 252 milhões, perfazendo um total de r$ 429 milhões referente a 2010, correspondente a 56% do lucro líquido do ano e 54% superior aos dividendos de 2009

“O maior volume de operações, decorrente dos investimentos realizados nos últimos anos, combinado com a nossa prudência financeira e cultura orientada para resultados e criação de valor, nos permitiram atingir patamares recordes de resultados em 2010, potencializados pelo forte crescimento da economia brasileira. Com esses resultados obtidos em 2010, acumulamos nos últimos 10 anos crescimento anual médio 19% e 20% de Ebitda e lucro líquido, respectivamente. Entramos agora em uma nova década preparados para continuar gerando valor de maneira crescente e consistente, através dos investimentos feitos nos últimos anos, da posição de liderança de nossos negócios, da solidez financeira e da busca constante por oportunidades de bons investimentos”, observou o presidente da Ultapar, Pedro Wongtschowski.

“O ano de 2010 caracterizou-se pelo forte crescimento da economia brasileira, com destaque para as baixas taxas de desemprego, o aumento da renda e da massa salarial e a maior disponibilidade de crédito, que atingiu em dezembro o patamar recorde de 47% do PIB. O produto interno bruto apresentou crescimento de 8% no período acumulado até setembro, último dado divulgado, impulsionado pelo bom desempenho dos setores varejista, automobilístico e de construção civil. Em 2010, o setor automobilístico apresentou novo recorde de vendas, com aumento de 11% no número de veículos leves licenciados. No mercado financeiro, os efeitos do crescimento robusto da economia brasileira, associados à oferta de ações da Petrobras no terceiro trimestre, resultaram na entrada recorde de US$ 48 bilhões em investimentos estrangeiros no Brasil em 2010, contribuindo para a valorização de 12% do Real frente ao dólar americano, que encerrou o ano cotado a R$/US$ 1,67. No cenário externo, a recuperação mais lenta da economia de alguns países, especialmente os desenvolvidos, levou a uma relativa estabilidade no preço do petróleo nos nove primeiros meses de 2010. A partir do 4T10, o aumento de demanda principalmente em função de invernos mais rigorosos no hemisfério norte e da evolução do crescimento mundial resultou na alta do preço do petróleo, que acumulou 18% no período e encerrou o ano cotado a US$ 92/barril, 23% acima de 2009”, frisa a nota.

“A Ultragaz apresentou no 4T10 crescimento de 1% no volume vendido em relação ao 4T09, principalmente em função do crescimento no segmento granel, fruto do maior nível da atividade econômica. O Ebitda da Ultragaz atingiu R$ 57 milhões no trimestre, 8% abaixo do 4T09, substancialmente em função de despesas extraordinárias no montante de R$ 12 milhões com estudos e projetos de expansão. Excluindo tais despesas, o Ebitda da Ultragaz teria apresentado crescimento de 12%, principalmente em função da recuperação das margens, para a qual contribuíram os programas de eficiência operacional implementados, e do desempenho no segmento granel. Em 2010, o Ebitda da Ultragaz atingiu R$ 307 milhões, 9% acima do ano anterior”, observa.

Na Ipiranga, a combinação da expansão da economia brasileira e da expansão da frota de veículos leves resultou em um crescimento de 6% no volume vendido de combustíveis no 4T10 em relação ao 4T09, contribuindo para o crescimento de 11% no Ebitda da Ipiranga, que totalizou R$ 323 milhões no 4T10. Em 2010, o Ebitda da Ipiranga totalizou R$ 1.113 milhões, 24% acima de 2009.

A Oxiteno apresentou Ebitda de R$ 54 milhões no 4T10, 44% acima do 4T09, em função da recuperação das margens ao longo de 2010, que compensaram a redução de 6% no volume vendido em decorrência da parada para manutenção da planta de Camaçari e de vendas spot realizadas no 4T09. Em 2010, o Ebitda da Oxiteno totalizou R$ 241 milhões, crescimento expressivo de 41% em relação a 2009.

“A Ultracargo registrou aumento de 24% na armazenagem média em relação ao 4T09, principalmente em função da consolidação do terminal adquirido em Suape em dezembro de 2009 e do maior nível de ocupação nos terminais de Santos e Aratu. O Ebitda da Ultracargo totalizou R$ 25 milhões no 4T10, 13% acima do 4T09, em função do crescimento na armazenagem média nos terminais de granéis líquidos, parcialmente compensado pela venda dos negócios de logística interna, armazenagem de sólidos e transporte rodoviário em 01 de julho de 2010. Em 2010, o Ebitda da Ultracargo totalizou R$ 111 milhões, 7% acima de 2009”, destaca.

“O Ebitda consolidado da Ultrapar totalizou R$ 465 milhões no 4T10, 14% acima do 4T09, em função do crescimento no Ebitda da Ipiranga, Oxiteno e Ultracargo. O lucro líquido do 4T10 atingiu R$ 247 milhões, 81% acima do 4T09. Em 2010, o Ebitda da Ultrapar totalizou R$ 1.776 milhões, 24% acima de 2009, e o lucro líquido totalizou R$ 765 milhões, crescimento de 74% em relação a 2009”, conclui a nota.

• Link dos resultados com ilustrações gráficas

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: