Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

14/07/2007 - 09:38

Cerimônia de abertura dos Jogos Pan-americanos Rio 2007


Muita luz, arte e emoção para o mundo do esporte.

A Cerimônia de Abertura dos XV Jogos Pan-americanos Rio 2007, dia 13 de julho (sexta-feira), no Estádio do Maracanã, marca oficialmente o início da maior festa do Esporte já celebrada no País. A energia do povo brasileiro vai ser o mote da cerimônia, que faz um grande passeio pela música e a geografia do país através das festas e da cultura popular.

A Cerimônia será uma grande ‘ópera popular’, com efeitos de luz cênica, explosão de fogos e toda a singularidade da Música Popular Brasileira, mesclando ritmos diversos, para uma coreografia de grandes grupos, com 4.500 voluntários no elenco vestindo fantasias grandiosas.

Os ex-atletas medalhistas Virna (voleibol) e Robson Caetano (atletismo) são os primeiros a pisar no gramado e a se comunicar com o público, apresentando curiosidades sobre a construção do estádio e sobre os Jogos Pan-americanos. A dupla comanda, também, o ensaio da coreografia nas arquibancadas. A cantora Lua é a primeira artista a se apresentar.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o público acompanham a execução do Hino Nacional na voz da cantora Elza Soares. Após o hasteamento da Bandeira do Brasil, é hora de compartilhar a energia do Brasil com o mundo. O baiano Kainã do Jeje, de 12 anos, abre o segmento artístico tocando um rum, instrumento típico do candomblé, e tendo como resposta o som de 1.500 percursionistas (o equivalente a cinco baterias de escolas de samba) dispostos pelo palco, gramado e acessos nas arquibancadas e cadeiras do estádio. Arnaldo Antunes e Ana Costa cantam a música-tema ‘Viva Essa Energia’ e o público acompanha com a coreografia ensaiada anteriormente.

As delegações dos 42 países participantes dos Jogos desfilam entre os ritmistas, ao som de chorinhos brasileiros. A delegação do Brasil encerra o desfile e a Miss Brasil Nathália Guimarães leva a bandeira ao centro do Palco, onde se encontram as porta-bandeiras das demais delegações. Após a execução do Hino do Rio 2007, pela Orquestra Sinfônica Brasileira, começam as apresentações artísticas, que exploram três energias distintas: a do Sol, a das Águas e a do Homem.

O Brasil possui a maior floresta urbana do mundo. A energia do Sol é essencial para dar vida a árvores e flores, conforme descreve o poema de Arnaldo Antunes, narrado pela atriz Nathália Timberg. No centro do Maracanã, cobras-coral, vitórias-régias, borboletas, pássaros e um jacaré de 20 metros são exemplos de que o Sol tudo move. O coreógrafo do segmento é Renato Vieira.

A seguir, a energia das Águas transforma o gramado em um grande mar azul com barquinhos flutuando sobre as ondas. Ao som da bossa-nova, as areias e famoso calçadão de Copacabana são fielmente retratados. A coreógrafa do segmento é a bailarina e professora Carlota Portela.

A energia do Homem apresenta a diversidade e a pluralidade cultural brasileira através de manifestações de danças tradicionais de vários lugares, como o reisado e o maracatu. O imaginário cria representações de medos, através de “figuras fantásticas” como a Bernúncia, o Cazumbá, a Carranca, a Coruja e o Boi da Cara Preta. A alegria vem para afugentá-los, trazida pelos palhaços que os espantam com espadas de fogo e cornetas, chamando o povo para vadiar. A coreógrafa do segmento é Lola Gabriel, Diretora da Companhia Folclórica do Rio-UFRJ. Adriana Calcanhoto abre o segmento cantando canções de ninar, numa forma de mostrar como transformar os pesadelos em sonhos.

Após os segmentos artísticos será apresentado no telão o Revezamento da Tocha Pan-americana Rio 2007, que percorreu 51 cidades até chegar ao Estádio do Maracanã. Após os discursos dos presidentes da Organização Desportiva Pan-americana (ODEPA), Mário Vázquez Raña, e do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Pan-americanos Rio 2007 (CO-RIO), Carlos Arthur Nuzman, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva declara oficialmente aberto os Jogos Rio 2007. Dragões da Independência fazem o hasteamento das bandeiras do Comitê OIímpico Internacional (COI) e dos Jogos e a atleta Natália Falavigna, do taekwondo, faz o juramento em nome dos 5.648 atletas participantes dos Jogos Rio 2007.

Chico César canta uma oração pela Paz, acompanhado de performance do Grupo de Dança Deborah Colker. A Tocha Pan-americana entra no estádio para uma volta olímpica nas mãos de um atleta. Ao final, outro esportista acenderá a Pira Pan-americana.

Daniela Mercury incendeia o Maracanã cantando Cidade Maravilhosa com os 4.500 participantes do elenco de dança no gramado. | * Mais informações através do banner do Cauê lincado neste Canal.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2018 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira