Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

06/08/2010 - 09:52

Empresas dos setores químico e petroquímico apontam gargalos da logística brasileira

Funções logísticas são cada vez mais terceirizadas para que as empresas possam se concentrar em competências críticas e manter a competitividade.

Em um estudo recente feito com executivos da cadeia de suprimentos que atuam no Brasil, quase sete em cada dez participantes citaram o custo total da importação de produtos como seu maior desafio. Esses custos incluem o preço de compra, o transporte dos produtos, o seguro e outros custos relacionados à logística até o porto de destino, além de tarifas alfandegárias e outros impostos cobrados sobre remessas.

“À medida que se tornam parte de uma cadeia de suprimentos mais regionalizada e global, as empresas brasileiras estão buscando reduzir cada vez mais o custo total das importações além de reduzir o leadtime de fornecimento para os mercados internos”, explicou Roberto Croce, gerente geral da BDP International no Brasil, unidade da BDP International, uma firma de logística global com sede nos EUA, que realizou o estudo.

Essas empresas também parecem ter como prioridade a redução das despesas internas, à medida que procuram firmas especializadas em logística para melhorar o controle das remessas recebidas e a conformidade com regulamentações de importação complexas que podem impedir a liberação da carga e causar multas devido a irregularidades em documentos.

“Como muitas empresas brasileiras reconhecem o impacto do custo total da importação na sua lucratividade e competitividade, elas estão transferindo o processo e a responsabilidade pela documentação de importação e pelas multas regulamentares para prestadoras de serviços terceirizadas”, acrescentou Croce.

A pesquisa também identificou que mais de 60% dos participantes estão terceirizando cada vez mais funções relacionadas ao transporte, sendo que metade dos participantes também reportou uma grande terceirização da logística global e do suporte ao gerenciamento do Lead Logistics Provider (LLP).

“Essa tendência já estava sendo observada antes da crise financeira do ano passado, mas foi claramente acelerada pelas condições econômicas, à medida que as empresas voltaram a se concentrar nos negócios principais e buscaram recursos externos para atividades de importância secundária”, afirmou Croce, da BDP.

“A terceirização de funções relacionadas à logística não somente auxiliam as empresas a reduzir os custos internos, mas também a gerenciar melhor as cadeias de suprimentos através dos serviços de gestão logística (LLP), e serviços de valor agregado, dando visibilidade e medindo o desempenho de fornecedores, operadores, terceirizados e outros participantes que atuam desde o início da cadeia de suprimentos”, acrescentou Croce.

Pesquisa BDP Brasil - O Brasil superou a crise econômica de forma muito melhor que as economias dos EUA e da Europa muito em função do vibrante comércio intra regional. Embora os participantes da pesquisa tenham indicado que importam materiais de várias regiões, quase 70% exportam principalmente para outros países da América Latina.

“Por meio de seus acordos de comércio com outros países da América Latina, além da China e de outros países asiáticos, o Brasil conseguiu fazer um progresso significativo na redução da dependência da América do Norte e da Europa, se descolando da volatilidade econômica que afeta esses mercados”, observou Croce. “Estamos caminhando para nos tornarmos uma economia de primeiro mundo com estimativas de crescimento sólidas e contínuas.”

Entre os resultados da pesquisa está a preocupação que aflige os profissionais da cadeia de suprimentos em relação à preparação da infraestrutura do Brasil para a Copa do Mundo de 2014 e para os Jogos Olímpicos de 2016, citados por mais de 90% dos participantes. Muitos duvidam que melhorias importantes serão concluídas a tempo de acomodar as demandas comerciais e de consumo de empreendimentos nacionais dessa magnitude.

“No entanto, é necessário observar que programas como o PAC - Programa de Aceleração do Crescimento, apesar de ainda não estarem cumprindo os prazos definidos, estão injetando quase BRL 60 bilhões (USD 35 bilhões) em melhorias de infraestrutura”, afirmou Croce. “Como país, estamos definitivamente correndo atrás do atraso, mas estou confiante de que muitos dos principais projetos serão concluídos a tempo para esses eventos.”

A pesquisa foi realizada por meio de um questionário on-line distribuído para 350 profissionais que atuam em cadeias de suprimentos, dos quais 11% responderam ao questionário. Dentre os participantes, 41% atuam na indústria química e os demais representam outros setores verticais da indústria. Mais da metade dos participantes atuam em empresas que têm sede na América do Sul, 26% na América do Norte e 18% na Europa. Mais de 80% das empresas estão envolvidas em atividades de importação e exportação. Quase 70% usam o transporte marítimo com mais frequência, em comparação com 22% que usam predominantemente o transporte aéreo. Mais da metade dos participantes trabalham para empresas com receitas anuais superiores a USD 500 milhões (BRL 87 milhões)

Perfil- A BDP International é uma das principais firmas privadas de gerenciamento de logística/transporte de cargas com sede nos EUA. A empresa opera centros de logística de cargas em mais de 20 cidades em toda a América do Norte e uma rede de subsidiárias, joint ventures e parcerias estratégicas em 122 países, o que resulta em mais de 4.000 clientes em todo o mundo (entre eles empresas como Bayer, Dow, DuPont, Heineken USA, Honeywell, Johnson & Johnson, Revlon, Trek Bicycle, Wacker, entre outras).

No Brasil, a sede da empresa fica em São Paulo (Capital) desde sua abertura no ano 2000. Conta com escritórios em Santos (SP), Campinas (SP), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e Porto Alegre (RS), além de representantes em pontos estratégicos como no Rio de Janeiro e Itajaí, por exemplo. A filial brasileira oferece os mais diversos serviços, entre desembaraço aduaneiro, frete aéreo e marítimo, gerenciamento de logística (LLP), entre outros. [www.bdpinternational.com].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira