Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

29/07/2010 - 08:09

“O transporte coletivo é solução para o problema da mobilidade urbana”, afirma Fernando Ribeiro

Diretor superintendente da Visate apresentou projetos para fidelizar usuários do sistema.

O diretor superintendente da Visate - empresa que possui a concessão do serviço de transporte coletivo urbano de passageiros de Caxias do Sul para os próximos 10 anos-, Fernando Ribeiro, disse aos empresários na reunião-almoço desta segunda-feira na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) que o ônibus é a solução para o problema de mobilidade urbana na cidade. Pelo ônus que inviabiliza outros modais, segundo Ribeiro, o ônibus pode ser a grande saída para desafogar o tráfego no futuro. Com investimentos que estão previstos pela Secretaria Municipal de Trânsito e Mobilidade Urbana, como a troncalização do sistema, terminais de integração e a descentralização dos terminais de ônibus, o modal promete cumprir com a principal meta da empresa, que é “a fidelização do transporte coletivo”.

Além das melhorias, como o sistema de bilhetagem eletrônica, integração tarifária e gerenciamento eletrônico de frota, a empresa vai implantar na estação Ópera, em sistema de experimentação, um display (monitor de televisão) com informações a respeito dos itinerários dos ônibus, previsão de chegada, partida, entre outros dados relevantes aos usuários do transporte. Outro serviço da Visate que contribui para que o segmento empresarial tenha economia de custos são as informações sobre os saldos dos cartões disponíveis no site da Visate. Ribeiro explica que com a ferramenta, as empresas têm acesso às movimentações das passagens dos funcionários, reduzindo custos.

A polêmica das gratuidades também foi abordada pelo palestrante. Conforme Ribeiro, os custos de quem não paga pelo serviço representam 23% das despesas da empresa, o que causa impacto significativo no valor das passagens. Segundo o superintendente da Visate, a gratuidade para os idosos é a que representa o maior problema. “Parece uma atitude antipática querer retirar o privilégio deles, mas preciso lembrar que uma pessoa com 60 anos nos dias atuais não é mais improdutiva, como antigamente”, esclareceu. Ribeiro sinalizou que a passagem de ônibus, hoje a R$2,20, deve aumentar em 2011 para R$2,60, apesar do esforço conjunto da empresa e da Secretaria. “Fora a revisão das gratuidades, existem dois caminhos que poderiam baixar a tarifa: renúncia de impostos e custeio público”, frisou.

Fernando Ribeiro destacou ainda que a empresa é parceira da bandeira da CIC pelo trem regional. “Estamos preparados para nos integrar a todos modais de transporte”, sinalizou. O diretor citou a importância da Copa do Mundo em 2014 no País, quando se dará atenção ao transporte público. “Será a oportunidade para desenvolver sistemas de alta produtividade como os BRT’S (Bus Rapid Transit), que irá proporcionar rapidez e agilidade ao serviço”, opinou. Os BRT’s são estradas exclusivas para o tráfego de ônibus.

O secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana, Jorge Dutra, aproveitou a oportunidade para explicar que o governo municipal, ao invés de renunciar impostos e custear o serviço, optou por investir na malha viária para diminuir o tempo de deslocamento e gargalos de trânsito. Dutra salientou ainda que, até o final do ano, serão investidos R$ 6 bilhões na criação de duas estações de transbordo na cidade, que farão a integração de linhas estratégicas. O projeto completo do novo sistema de transporte coletivo será divulgado à população nos próximos meses pela Secretaria e pela Visate.

Os números da Visate - A Viação Santa Tereza (Visate) possui 313 ônibus, 1.824 colaboradores, 5.500 horários de viagens, 160 mil passageiros em média por dia, o que corresponde a 60 mil quilôemtros rodados. Segundo dados da empresa, Caxias do Sul dispõe de 400 quilômetros de malha viária. Destes, apenas nove quilômetros são corredores de ônibus.[www.cic-caxias.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira