Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

15/04/2010 - 09:35

Diretor de Exploração e Produção fala sobre blocos exploratórios no Nordeste


No painel sobre os reflexos da descoberta do pré-sal no desenvolvimento do Nordeste, ainda no Seminário Nordeste sobre o Pré-Sal, o diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, adiantou que há sinais da existência de sal em águas profundas na Bacia de Pernambuco-Paraíba, localizadas ao norte da bacia de Alagoas. Segundo ele, no entanto, ainda não há dados suficientes para comprovar a existência de rochas similares àquelas encontradas nas Bacias de Campos e Santos, nem se há petróleo na região.

O diretor enumerou outros blocos exploratórios nas porções marítimas que estão sendo estudadas pela Companhia como novas fronteiras na busca por petróleo, tais como as bacias de Barreirinhas, do Ceará, de Sergipe e Alagoas.

Estrella traçou um panorama sobre o cenário futuro mundial, mostrando que o consumo de energia no planeta tende a aumentar e que novas descobertas como a do pré-sal são extremamente importantes e estratégicas.

“Em 2030, o mundo vai consumir 45% mais energia do que consumia em 2006”, disse Estrella, lembrando que a China e a Índia, em função da melhoria de vida de seus habitantes, está demandando cada vez mais energia, inserindo no mercado consumidor entre 20 milhões e 30 milhões de pessoas por ano.

Ele também destacou que, em 2030, o mundo consumirá entre 100 milhões e 110 milhões de barris por dia; hoje são consumidos 80 milhões. “E um dado importante é que apenas 30% desse petróleo serão provenientes dos campos já produtores”, explicou, ressaltando que o restante terá de vir de novas descobertas. “Até porque o petróleo não gera somente energia, mas também alimentos, fertilizantes, cosméticos, vestimentas e fármacos”, complementou.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira