IMPRIMIR

04/10/2007 - 09:18

Grandes e médias empresas adotam sistema integrado de gestão criado no brasil


Médias empresas como a Watts Brasil e Polysius e também grandes organizações como ArcelorMittal Tubarão (antiga CST), ThyssenKrupp, GE Supply Brasil, Chevron Texaco, IBEP — Instituto Brasileiro de Edições Pedagógicas, e IRB-Brasil Resseguros adotaram o ERP criado do Brasil pela NewAge Software.

Hoje, em sua 8ª versão, o ERP NewAge é utilizado em diversas empresas, tanto de médio porte, caso da Watts Brasil, e em organizações de grande porte, a ArcelorMittal Tubarão, antiga Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST).

Na Watts do Brasil, o primeiro passo para a instalação do sistema foi a identificação da necessidade de constituir uma plataforma de TI, que atendesse esta fase de crescimento, mas que não onerasse muito as despesas.

“Um grande problema para os pequenos e médios empresários brasileiros, ao investir em Tecnologia da Informação, é o custo. Muitos reconhecem a carência de ferramentas automatizadas, mas os investimentos são elevados. Na Watts não é diferente, pois aplicamos os nossos próprios recursos”, comenta Ernani de Souza Pinto Filho, diretor geral da Watts Brasil.

Desde 2005, a ArcelorMittal Tubarão automatizou toda a área de contratação e acompanhamento de seus prestadores terceirizados com o software da NewAge. A organização, à época, mantinha mais de 4.500 fornecedores e uma média de 1.500 contratos em execução.

O projeto, parte da política adotada pela empresa, de melhoria contínua de seus processos operacionais, teve início em 2003 com visitas às empresas do mercado, informa Cornélio Lopes Gomes, da ArcelorMittal Tubarão.

Hoje, dois anos após a implantação e atualizações do sistema, a ArcelorMittal Tubarão é tida como referencial na gestão de terceiros, pois a solução contratada da NewAge Software permite desde a identificação da necessidade do serviço à especificação de sua contratação. O sistema ainda faz o gerenciamento dos contratos estabelecidos, realiza medições e avaliações de performance, de maneira descentralizada do ponto de vista do usuário, mas com total integração jurídica, tributária e orçamentária, até o completo acompanhamento (workflow) da produção.

Integração - A origem dos sistemas de gestão empresarial, conhecidos comumente como ERPs (Enterprise Resourcing Planning), foi o marco da integração dos diversos departamentos existentes dentro de empresas: contábil, administrativo, recursos humanos, produção, vendas, fiscal, dentre outros, para que pudessem interagir e assim promover um melhor fluxo das atividades em todas as suas escalas.

Com o passar dos anos, o movimento de globalização e as mudanças freqüentes das tecnologias existentes no mercado e, sobretudo com a internet, cada vez mais, se fez necessário a automação e adequação perfeita dos softwares de gestão às novas tecnologias e também às realidades econômicas características em cada país. Isso promove um melhor funcionamento dos sistemas, além de facilitar os processos e as atividades empresariais e otimiza investimentos.

Foi com esse pensamento que o empresário Marcelo Lombardo, diretor da NewAge Software, em 1997, começou a trabalhar no desenvolvimento de um sistema integrado com base na web (web based). O empreendedor de 36 anos diz que durante o processo de criação da ferramenta, olhava para o cenário brasileiro e estudava quais eram as melhores alternativas para os empresários gerenciarem as suas atividades, sem onerar os custos.

Na época, Lombardo, que tinha apenas 26 anos, analisou as vertentes tecnológica e de integração. “No que se refere à tecnologia, observei que os softwares existentes no mercado estavam sempre um ou dois passos atrás, pois eram grandes e construídos de forma que demoravam muito tempo para serem atualizados nas plataformas mais novas”, esclarece o especialista. “Em média, o processo levava de 4 a 6 anos em uma grande empresa. Era o tempo necessário para que fosse adequado às necessidades reais e momentâneas. O problema é que tão logo acabava, a plataforma na qual fora desenvolvido já estava desatualizada. Por isso, criamos uma arquitetura técnica que permite a troca da plataforma tecnológica sem precisar reescrever o software”, explica.

Sobre a total integração dos sistemas Lombardo relata que “os processos nos ERPs ‘costumeiramente’ obrigavam que os dados de uma operação fossem todos lançados na origem, forçando qualquer colaborador da empresa a conhecer profundamente contabilidade, fiscal etc., mesmo que não trabalhasse nessa área”.

Ele exemplifica: “Como modelo podemos tomar a operação de vendas em uma empresa. Quando um vendedor realizava a venda de um produto ou serviço, ficava preso às questões tributárias e, portanto, deixando de vender, assim expondo toda a organização a falhas de classificação e outros erros. O mais incrível é que a maioria dos sistemas até hoje é assim.”

“Para o ERP NewAge, criamos uma estrutura baseada em eventos, na qual inserimos as regras de negócio fiscais, tributários e contábeis, além de aspectos legais e jurídicos, conforme a realidade brasileira”, complementa Marcelo Lombardo. “A partir disso, o operador fica totalmente livre dessa complexidade, pois ele escolhe apenas o evento e todos os cálculos ocorrem sem a sua intervenção.”

O ERP NewAge também é utilizado em diversas empresas de grande porte como ThyssenKrupp, GE Supply Brasil, Chevron Texaco, IBEP — Instituto Brasileiro de Edições Pedagógicas, IRB-Brasil Resseguros, dentre outras. “A diversidade das aplicações do software é imensa. Até pelo varejo está sendo adotado”, Lombardo comemora a adesão da Deltasul Utilidades, um dos maiores varejistas do sul do Pais.

Web Based - Os altos investimentos, na compra de servidores, característicos aos antigos ERPs, ficaram para trás: “Hoje temos um IDC – Internet Data Center, no qual todos os bancos de dados dos nossos clientes são mantidos em segurança sem grandes despesas ou riscos aos negócios. Nos negócios esse requisito deve estar acima de tudo”, completa.

A plataforma na web permite que o software seja adequado a qualquer realidade empresarial e também administrado on-line de forma simples e rápida pelos próprios usuários, com valores reduzidos. “A utilização é no modelo ASP – Application Service Provider (web based), que barateia os custos, cerca de R$ 300,00 mensais, por usuário”, revela.

Perfil da NewAge Software - Presente no mercado desde 1989, a empresa 100% nacional NewAge Software é especializada em desenvolvimento de softwares de gestão empresarial.

Seu grande diferencial é a construção de sistemas com qualidade, produtividade e atualização, unindo as mais novas tecnologias da informática e Internet, com as regras de negócio voltadas ao mercado brasileiro, e com os conceitos de gestão mais modernos disponíveis no mundo.

A utilização do modelo ASP (Application Service Provider), baseado em Data Center e comercializado por meio de assinatura mensal, possibilita a interação com o usuário de qualquer terminal ligado à Internet. Com esta estratégia, as soluções da NewAge atingem tanto as grandes empresas com operações distribuídas, como as médias e pequenas com necessidades de integração e operação on-line de todos os seus usuários.

A NewAge ainda mantém um completo serviço de consultoria, treinamento e suporte a seus clientes, pois acredita que a boa assessoria de implantação é o ponto-chave para o sucesso de qualquer gestão de sucesso.

Atualmente suas soluções estão implementadas em mais de 500 clientes, contando com mais de 20 mil usuários, tanto no setor público como privado.||| www.newage-software.com.br | Na foto: Marcelo Lombardo, criador do ERP NewAge

Copyright 2006 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.